3
1

Angola lança Guia para facilitar investimentos

Um Guia de Investimento, denominado "Angola Is Now", para estimular o investimento privado nacional e estrangeiro, foi lançado esta semana, em Luanda, numa parceria entre a AmCham-Angola e AIPEX.

1
2
Redacção_E&M
Fotografia
:
DR
Redacção_E&M

O Guia é um instrumento de pesquisa que permitirá ao investidor ter acesso à informação sobre o ambiente de negócios e as oportunidades de investimentos no país, promovido pela Câmara de Comércio Americana em Angola (AmCham-Angola) e a Agência de Investimento e Promoção das Exportações (AIPEX).

O encarde tem 361 páginas, de acordo com o Jornal de Angola, contém informações sobre as potencialidades naturais de Angola, legislação sobre o investimento privado, bem como os sectores de maior interesse, como diamantes, rochas ornamentais, minério de ferro, petróleo, agrícola, turístico, transporte, imobiliário e industrial.

O Guia fornece também informações sobre as características físicas, geográficas, ambientais, económicas e demográficas das 18 províncias de Angola. A obra foi que foi lançada em português e em inglês, pode ser também consultada via internet pelo site: www.amchamangola.org.

Pode-se consultar no referido Guia, informações relacionadas com o potencial do país cuja economia aguarda o estimulo de investimentos privado estrangeiro e nacional, o que permitiria posiciona-lo como um principais destinos de investimento em África.

Outro aspecto que o Guia apresenta é o facto de Angola ser um mercado promissor, com mais de 28 milhões de habitantes, com PIB per capita de três mil e 440 dólares, onde o investimento dos sectores prioritários tem a possibilidade de substituir a importação no valor de 3,3 mil milhões de dólares.

A abundância dos recursos naturais, com 38 dos 50 principais minérios usado na indústria, como diamantes, ferro, ouro, fosfato, manganês, cobre, chumbo,zinco, volfrâmio, tungsténio, crómio, mármore, granito e urânio, constitui outra mais valia para os potenciais investidores estrangeiros.

Durante a cerimonia de lançamento, a administradora da AIPEX, Cláudia Pedro, referiu que foi com esta visão que a Câmara de Comércio Americana – Angola (Amcham-Angola) e a AIPEX uniram sinergia e decidiram produzir o Guia que consolida informações e dados importantes sobre o país, suas potencialidades e oportunidades de investimento.

Já o secretário de Estado para Economia, Sérgio Santos, Angola pretende agora criar um clima de investimento favorável, na perspectiva de atrair o sector privado em investir no território nacional. Com exemplo da estabilização do mercado e melhoria do ambiente de negócios, sublinhou que nos últimos quatro dias registou-se um processo de valorização da moeda nacional face ao Dólar e Euro.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Comércio Americana – Angola, Pedro Godinho, disse ser urgente o Estado criar mecanismos para a desburocratização dos trâmites legais, no sentido de facilitar a entrada de investidores estrangeiros no país.

7