3
1

Angola na posição 96 do ranking dos passaportes mais valiosos do mundo

Cláudio Gomes
1
2
Foto:
DR

Angola saiu da posição 98 para 95 no Henley Passport Index 2022, ranking dos passaportes mais valiosos do mundo, numa escala de 199 países.

A lista dos passaportes mais valiosos do mundo é liderada pelo Japão, Cingapura e Coreia do Sul, que inclui também o passaporte de países como Alemanha, Espanha, Finlândia e Itália.

De acordo com o Jornal de Angola, o índice é produzido e publicado trimestralmente pela Henley & Partners e considerado uma ferramenta de referência padrão para cidadãos globais e Estados soberanos ao avaliar a classificação de um passaporte no espectro de mobilidade global, que inclui passaportes de 199 países diferentes e 227 destinos de viagem diferentes.

As informações baseadas em dados exclusivos da Associação Internacional de Transporte Aéreo, que mantém o maior e mais preciso banco de dados de informações de viagens do mundo, mostrou que a Nigéria caiu uma posição, fixando-se na posição 99º do índice do segundo trimestre de 2022, abaixo de alguns países africanos como Ghana, Quénia, Togo, Uganda, Zâmbia, Mali e Malawi, entre outros.

Segundo Henley & Partners, com um passaporte japonês, pode-se viajar para 193 países sem necessidade de visto. Enquanto a Nigéria tinha uma pontuação zero de isenção de visto, o que significava que, com um passaporte nigeriano, seria necessário um visto para ter acesso a qualquer país.

Em relatório semelhante da Henley & Partners, relatório Henley Global Mobility, o grupo comparou o Global Peace Index com o ranking do passaporte, afirmando que o nível de tranquilidade em um país também contribuiu para a posição do país no ranking no HPI. O relatório revelou uma forte correlação entre as duas classificações.

Comparou, igualmente, o acesso sem visto de 199 passaportes diferentes a 227 destinos de viagem e os classificou com base no acesso global e na mobilidade.

Com dados históricos de 17 anos, o Henley Passport Index é o único do seu tipo baseado em dados exclusivos da Autoridade Internacional de Transporte Aéreo (IATA). A Henley & Partners é uma empresa de consultoria de residência e cidadania global com sede em Londres, dá conta que três países asiáticos, Japão, Cingapura e Coreia do Sul estavam no topo da tabela.