3
1

Aprovados mais 3 mil projectos em 2022 no âmbito do PRODESI

Redacção_E&M
5/1/2023
1
2
Foto:
DR

O Ministério da Economia e Planeamento (MEP) informou que foram aprovados 3 182 projectos no ano passado. A agricultura liderou a lista com 1 512 projectos aprovados.

Em segundo e terceiro planos seguem os sectores do Comércio e Distribuição, com 682 projectos e Indústria Transformadora, com 384 iniciativas, de acordo com uma notícia publicada hoje, quinta-feira, 5 de Janeiro de 2023, pelo Jornal de Angola.

A linha de financiamento do Deutsche Bank foi o que menos beneficiou os produtores nacionais, com os exíguos oito projectos, seguido do Aviso 10/2020 do Banco Nacional de Angola (BNA), com 400 projectos e outros Instrumentos Financeiros, com 482. Porém, em sentido contrário, o Programa de Apoio ao Crédito (PAC) financiou 1 807 projectos e o Alívio Económico (694), 3 182 projectos.

Um total de 2 552 empresas viram seus projectos aprovados, superando o estabelecido na meta prevista no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, que assinalava os módicos 1514.

O MEP contabilizou, em termos de montante, 45,34 mil milhões de kwanzas desembolsados a favor de 1 093 processos. Quanto ao impacto gerado no mercado de trabalho, as iniciativas desenvolvidas no âmbito da promoção da produção nacional geraram 71 677 empregos.

40% foi no Comércio e Distribuição, 35% na Agricultura, 11% na Aquicultura, 9,0% na Indústria Transformadora e 5,0% em outras áreas.

Segundo o Jornal de Angola, que cita o Jornal de Economia & Finanças, 630 cooperativas tiveram projectos aprovados, contra os 470 definido numa das meta do PDN.

Foram registados, em 2022, no Portal da Produção Nacional, no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI), um total de 103 516 produtores de todo o país.

Durante o ano de 2022, 7 191 produtores participaram em 158 feiras realizadas, resultando em mais de três mil contratos de compras de produtos nacional.

O Portal de Divulgação da Produção Nacional consiste numa plataforma digital repositória de uma base de dados de informações, superintendida pelo Ministério da Economia e Planeamento órgão responsável pelo planeamento do desenvolvimento nacional de produtores e consumidores, aprovado pelo Decreto Presidencial 23/19, de 14 de Janeiro, estabelece procedimentos e políticas de fomento à produção e divulgação de produtores nacionais na oferta de bens da cesta básica e outros bens e serviços prioritários de origem nacional, que conferem prioridade a compra de bens feitos e produzidos em Angola.