3
1

Auditoria interna debate desafios profissionais

A pertinência da auditoria interna em Angola será debatida em Luanda, na Conferência Anual de Auditoria Interna, que terá lugar no dia 6 de Novembro deste ano, no auditório do Palácio da Justiça.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

Com o tema “O Tempo da Auditoria Interna é Agora”, a conferência reunirá por oito horas, os profissionais da área para debater as soluções estratégicas relacionadas com a “auditoria interna em Angola”.  

O Instituto dos Auditores Internos de Angola (IIA-Angola), instituição que anualmente promove encontros relacionados com o assunto, de acordo com uma nota de imprensa enviada à redacção da Economia & Mercado,  espera que as dissertações sejam proveitosas e “pertinentes” tendo em  conta o actual contexto do país.

Para tal, salienta a referida nota de imprensa, o IIA-Angola convidou destacados prelectores (nacionais e estrangeiros) como o actual governador da província do Namibe, Archer Mangueira, professor catedrático, Carlos Feijó, o ex-presidente da Confederação Europeia dos Institutos dos Auditores Internos (ECIIA), Jean Pierre Garitté (da Bélgica), ex-presidente do Instituto dos Auditores Internos de Moçambique, Augusto Cossa, entre outros especialistas.

Segundo o presidente do IIA-Angola, Ladislau Ventura, é preciso “abandonar a zona de conforto” para se marcar passos decisivos a nível da profissão em causa, pois os “imperativos actuais da profissão de auditoria interna” exigem essencialmente que se invistam “os poucos recursos disponíveis”, além da necessidade de se  “mobilizar a mente para novas estratégias e conhecimentos”.  

Com a realização anual deste evento, informa a nota, o IIA-Angola procurava por novas formas para divulgar melhor as “normas universais para a prática profissional de auditoria interna”, bem como os programas de “certificação técnica internacional de auditores internos”. Por exemplo, em 2014, por outro lado, decorreu a primeira edição da Conferência Anual de Auditoria Interna sob o lema “O Valor Acrescentado da Auditoria Interna para as Organizações”.

Com as iniciativas, o IIA-Angola visa “facilitar a adopção das boas práticas profissionais internacionalmente aceites”.

O IIA-Angola foi fundado em 2010 e conta actualmente com cerca de 100 membros activo, posiciona-se como a entidade que representa a comunidade de auditores internos em Angola.

7