3
1

Auto Sueco Angola ambiciona aumentar vendas após fechar 2018 com 30 milhões USD

Presente em Angola desde 1991, a Auto Sueco é a representante oficial da marca Volvo, onde detém a comercialização e assistência técnica de Camiões, Automóveis e Motores marítimos e industriais.

1
2
Pedro Fernandes
Fotografia
:
Carlos Aguiar
Pedro Fernandes

Com uma quota de mercado entre os 30% e os 50% ao ano no segmento pesado e a crescer no escalão dos automóveis ligeiros de luxo, a Auto Sueco Angola, representante oficial da marca Sueca Volvo no país, ambiciona aumentar a facturação no decurso deste ano, estimando atingir 250 unidades (entre pesados e ligeiros), apresentando assim uma perspectiva significativa de crescimento em relação a 2018.

Os dados e perspectivas são avançados por João Vaz, Director Executivo da Auto Sueco Angola, durante entrevista concedida à Revista Economia e Mercado. Embora satisfatória, a perspectiva fica “muito longe” dos números alcançados entre 2010 a 2013, onde a Auto Sueco Angola chegou a comercializar mais de mil unidades ao ano, entre pesados e ligeiros.

“O impacto da crise económica abalou significativamente este número, reduzindo-o para a casa dos 50 a 100 veículos ao ano entre 2015 a 2018. Felizmente já se começa a assistir a uma progressão”, conta o responsável.

Com uma confiança clara no mercado Angolano e cientes da importância do pós-venda para o negócio, a Auto Sueco Angola investiu 35 milhões de dólares numa unidade destinada à assistência técnica. Localizada no Quilómetro 34, no Icolo e Bengo, em Luanda. O investimento ocupou uma área de dez hectares devidamente apetrechado para responder aos clientes.

Nas palavras do Director da Auto Sueco Angola, a unidade técnica do Icolo e Bengo coloca-se na esfera da mais moderna instalação da Volvo no território Africano e, seguramente, uma das mais modernas ao nível mundial.

Com uma facturação a rondar os 30 milhões de USD em 2018, maioritariamente provenientes do negócio de pesados, o Director Executivo da Auto sueco Angola, perspectiva um crescimento significativo para 2019, “dependendo, logicamente, do mercado e da execução das políticas e investimentos que a empresa vem fazendo.”

Uma das apostas centra-se no reforço da comercialização dos modelos XC da Volvo, cujo membro mais novo é o XC40, um SUV já disponível em Angola ao preço aproximado de 18 milhões de kwanzas, para a versão T4 Momentum de 190 cv.

A actividade da Auto sueco Angola passa pelo fornecimento de veículos automóveis ligeiros de luxo e equipamentos pesados, especialmente camiões para o transporte de mercadorias, e autocarros. Na estimativa de João Vaz, pelas malhas rodoviárias do país percorrem entre cinco a seis mil camiões volvo, perto de 40% do total dos pesados deste segmento.

A Auto Sueco Angola pertence ao Grupo NORS, o qual conta em Angola com mais 4 empresas, a Civiparts, a AS Parts, a Auto-Maquinaria e a Vitrum. Fundado em 1933, o Grupo NORS baseia a sua actividade na comercialização de camiões, equipamentos de construção, automóveis, autocarros, motores, geradores e equipamentos agrícolas, estando presente em 17 países distribuídos por 4 continentes.

B.I

Fundação: 1991

Director Executivo: João Vaz

Anos de Experiência: 28

Nº de funcionários: 300

Principais Clientes: EmpresasTransportes, Indústria, Construção, Minas e Clientes Individuais

Facturação em 2018: 30 Milhões USD

Quota de Mercado: 30% a 50% no segmento pesado

7