3
1

Café Ginga está a um passo da internacionalização

Redacção_E&M
13/12/2022
1
2
Foto:
DR

A Angonabeiro, empresa que conta com uma fábrica de café, capaz de produzir anualmente mais de 400 toneladas de açúcar e 200 toneladas de café torrado, recebeu a visita de uma comitiva da OMC.

A visita foi realizada através da agência International Trade Centre, tutelada pela Organização Mundial do Comércio (OMC), e teve lugar na mesma semana em que a empresa participou no Fórum Empresarial da 10.ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Organização dos Estados da África Caraíbas e Pacífico (OEACP).  

Durante a visita, lê-se na nota da Angonabeiro, a comitiva teve a oportunidade de conhecer as renovadas linhas de transformação de café verde, com destaque para o novo torrador, as novas linhas de embalamento de café em grão e moído, novas etiquetadoras, bem como o projecto de construção de uma linha de rebeneficiamento do café verde e a nova linha de produção de cápsulas de café, cuja apresentação acontecerá no início de 2023.

Segundo o documento, a agência International Trade Centre trabalha com um programa financiado pela UE-OACPS, para apoio a pequenos produtores e torrefactores de café africanos, através da melhoria da produtividade, competitividade, sustentabilidade, e acesso ao mercado.

A empresa está aberta a novas parcerias internacionais através de um conjunto de iniciativas com vista a internacionalização da sua marca de café Ginga.

Ginga é a marca de café produzida em Angola, pela Angonabeiro, empresa subsidiária do Grupo Nabeiro, líder do mercado de cafés torrados em Angola, com forte vocação exportadora.