3
1

Combate à corrupção pode prevenir construções anárquicas

Além do combate à corrupção, o acesso correcto e transparente de informações sobre procedimentos para construção de habitações pode prevenir o mal e evitar a descaracterização das cidades.

1
2
Cláudio Gomes
Fotografia
:
DR
Cláudio Gomes

Segundo director-geral da Master Plan Angola, Kahina Ferreira, entrevistado hoje, quinta-feira, 21 de Janeiro, pela Economia & Mercado, a aplicação de instrumentos de regulamentação como o “Regulamento Geral de Edificações Urbanas, Plano de Pormenor”, entre outros dispositivos, devem ser levados em conta para se evitar a descaracterização das cidades e promover a sustentabilidade.

Para a construção de residência sustentáveis, explicou o gestor, é necessário a realização de estudos de eficiência energética in-loco, avaliar as condições de mobilidade, o conforto térmico-acústico, aferir a disponibilidade de recursos naturais existentes e não existentes no local em que se pretende implementar o projecto.

Deve-se também, conforme explicou o especialista, efectuar um planeamento correcto do projecto e da execução da obra, a selecção de materiais recicláveis e aplicação de regulamentos internacionais como como o LEED ou BREAAM e ISO.

Considerando o grau de incumprimento decorrente da falta de informação e orientação especializada, o director-geral da Master Plan Angola anunciou, durante a referida entrevista, a realização de um evento que terá lugar nesta segunda-feira, 25 de Janeiro, das 10h00 às 12h30, em Luanda, no Instituto de Planeamento e Gestão Urbana de Luanda (IPGUL).

O evento tem como objectivo, segundo Kahina Ferreira, é educar a população sobre os procedimentos que devem ser obedecidos; orientar quais as instituições que devem contactar para fazer uma obra autorizada; que profissionais podem contactar e aonde podem reclamar em caso de sentirem-se lesados e, desta forma para salvaguardar os seus interesses.

“Desta forma cria-se proximidade entre a população e as entidades de ordenamento do território, contribuindo para melhor a imagem da cidade de Luanda”, disse o arquitecto, frisando que o evento enquadra-se nas celebrações de mais um aniversário da cidade metropolitana de Luanda.

Os especialistas da Ordem dos Arquitectos de Angola, da Eng 23, do IPGUL e da Master Plan Angola terão a responsabilidade de elucidar correctamente a audiência de cerca de 30 participantes, que devem afluir o local respeitando as normas de segurança sanitária em vigor no país.

O acesso ao evento é gratuito, sendo que os interessados podem fazer reservas pelo endereço electrónico masterplanangola@gmail.com, ou pelo contacto telefónico 942 646 393, ainda pelo canal do Youtube da Master Plan Angola.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado