3
1

Crise trava planos da Nova Sotecma

A Nova Sotecma comercializa máquinas e equipamentos, tem lojas e operacionais em Luanda e Benguela e pretendia avançar para o Huambo, Huíla e Cabinda, mas foi travada pela crise.

1
2
José Zangui
Fotografia
:
Carlos Aguiar
José Zangui

A Nova Sotecma facturou, em 2017, 4,4 mil milhões de kwanzas, o que representou a maior facturação desde o início da crise em Angola, em 2014. De acordo com o director comercial da empresa, que considera a situação atípica, a escassez de divisas que o país vive tem sido o principal obstáculo à progressão do negócio.

“Ainda assim, temos conseguido dar resposta aos nossos clientes. Somos reconhecidos por isso e pela qualidade do stock, embora tenhamos consciência de que podemos sempre melhorar na rapidez”, afirmou Jacinto Barroso.

A Nova Sotecma comercializa produtos para diferentes indústrias, sendo que tem como principal mercado fornecedor a Europa, nomeadamente a Dinamarca, França e Alemanha. Localmente, dedica-se à produção de moinhos de martelos, motobombas para agricultura e centrais de incêndios.

Além da distribuição comercial e da produção industrial, a empresa presta serviços de assistência técnica a todas as marcas, na qualidade de agente autorizado.

No leque de clientes, Jacinto Barroso, sem minimizar os demais, destaca a Nova Cimangola, Pumangol, Omatapalo, Petromar, Prodel, Biocom, Griner, Sonils e Mota-Engil.

Leia mais na edição de Agosto de 2019

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7