1

“Estrelas” da escrita e do desenho
 à espera de mais apoios para brilharem

Os vencedores nacionais da 6ª edição dos Prémios Estrela DStv Eutelsat, reclamam mais apoios para os novos talentos para que estes tenham mais oportunidades nas competições continentais.

1
2
Fotografia
:
DR

Por sua vez, o organizador local do desafio juntou-se a novos parceiros e promete garantir suporte aos participantes.

Carlos Malungo e Fabrício Henriques são duas das estrelas que cintilaram na edição de 2016 dos Prémios Estrela DStv Eutelsat, a última realizada em Angola até ao momento, mas mostram-se descontentes devido à falta de apoio das instituições do Estado ligadas ao sector da Educação, de quem esperavam a concessão de bolsas de estudo ou outro tipo de apoio ou formação que lhes permitisse aperfeiçoarem os seus talentos.

Segundo Carlos Malungo, de 19 anos, estudante do primeiro ano do curso de Engenharia Química na Universidade Agostinho Neto (UAN), a experiência de ser distinguido nos Prémios DStv Eutelsat foi “marcante”, e não tem nada a reclamar da organização, que lhe entregou os prémios prometidos, nomeadamente um certificado de mérito e aparelhos electrónicos (um computador portátil e um válida para 12 meses).

Leia mais na edição de Outubro de 2018.

Economia & Mercado - Quem lê, sabe mais!

7