3
1

FAO reitera apoio na Agricultura por contrato em Angola

Organização destaca as vantagens de, no país, se fortalecer a agricultura por contrato e incentiva o acordo antecipado entre agricultores e compradores.

1
2
António Nogueira
Fotografia
:
DR
António Nogueira

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação(FAO) reitera que mantém o compromisso com o Estado angolano na luta contra ainsuficiência alimentar, numa altura em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação,que se celebra hoje (16 de Outubro), em todo o mundo.

A agência das Nações Unidas reforça que continua em marcha o programa que visa a criação de uma plataforma interinstitucional de agricultura por contrato que congrega instituições públicas e empresas privadas.

O programa que está a ser desenvolvimento pelos ministérios da Economia e Planeamento, da Indústria e Comércio e da Agricultura e das Pescas, com o apoio da FAO, é destacado por esta organização internacional que defende uma alimentação cada vez mais saudável.

A FAO destaca as vantagens de, no país, se fortalecer a agricultura por contrato e incentiva o acordo antecipado entre agricultores e compradores sobre os termos de condições para a produção e comercialização dos produtos, incluindo o preço a ser pago.

“As produções de fácil armazenagem - como por exemplo o café, cacau e banana - podem tirar grandes vantagens com a agricultura por contrato, incluindo a exportação”, considera a instituição dasNações Unidas.

Dados revelam que o fomento da agricultura por contrato pode facilitar a comercialização dos excedentes e incentivar o aumento da produção. No coração da agricultura por contrato está um acordo entre agricultores e compradores, em que ambas as partes concordam antecipadamente sobre os termos e condições para a produção e comercialização de produtos agrícolas,geralmente incluindo o preço a ser pago, a quantidade e a qualidade exigida e as datas de entrega.

O contrato pode também incluir informações ou termos sobre como a produção será realizada ou se quaisquer insumos - como sementes e fertilizantes, assistência financeira, assessoria técnica, e outros serviços de apoio - serão fornecidos pelo comprador.

A FAO considera, por isso, que a adopção da agricultura por contrato em Angola pode ser um ganho para a agricultura familiar, para os actores das cadeias de valor e para a população angolana em geral.

Segundo os dados oficiais, em Angola, a agricultura familiar gera 80% da produção agrícola nacional, com uso de 92% das terras cultivadas.A mesma franja do sector produz 81% dos cereais, 92% das raízes e tubérculos,89% das leguminosas, 85% de carnes e 30% de peixe consumidos no país.

 

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado