3
1

Huawei apresenta novo produto “IDEAHUB” ao mercado

A multinacional chinesa Huawei, que investe no provimento de soluções digitais, defende o surgimento de uma nova geração de produtos inteligentes de colaboração de escritório.

1
2

Foi com esta visão de negócio que a empresa desenvolveu a IDEAHUB, solução que integra múltiplas funções como a colaboração de escritórios em vários ecrãs, entre telemóveis e processadores, um quadro branco interactivo, videoconferência FHD e galeria HD AppGallery incorporada, actualmente utilizada por empresas públicas e privadas do mercado nacional.

De acordo com um comunicado, a solução da Huawei aumenta a eficiência da produção das empresas e reduz a diferença de produtividade, uma vez que permite a criação de escritórios inteligentes.

Segundo o presidente da Huawei Enterprise Business Group na África Austral, Liao Yong, o IDEAHUB da é simultaneamente “destrutivo” e “construtivo”.

No entender do gestor, o IDEAHUB é “destrutivo” por eliminar as barreiras físicas e organizacionais entre empresas africanas que precisam de trabalhar em conjunto. Entretanto, prosseguiu, “a solução ajuda as empresas a construir um ambiente de trabalho inteligente onde as ideias e a informação podem fluir mais livremente para uma maior eficiência e custos operacionais mais baixos”, sendo que “o IDEAHUB é também coerente com a nossa missão em África”.

Entre outros benefícios, a AppGallery incorporada da IDEAHUB apresenta três benefícios para as empresas.

O primeiro benefício tem a ver com o fornecimento de variedades de aplicações de escritório e produção, enquanto o segundo está relacionado com a satisfação das necessidades em termos de escritórios colaborativos R&D e produção. Já o terceiro e último, entretanto, não menos importante, apresenta uma facilidade de utilização e de implantação, além de ser rentável.

Segundo a gigante chinesa, o local de trabalho pós-pandémico irá assistir a um aumento substancial do cenário de colaboração remota, razão pela qual antevê-se um aumento substancial na procura de soluções como as que a IDEAHUB pode oferecer.

A empresa defende, por isso, que o conceito de espaço de escritório com edifícios e pisos ocupados por vários departamentos, “pode muito bem ser substituído por um espaço comum interdepartamental equipado com computadores inteligentes da Huawei, ligados ao IDEAHUB, com custo de comunicação reduzido e mais produção”.

Desta forma, salienta, a cultura de trabalho mudará, correspondentemente, com o provável aumento da criatividade e colegialidade à medida que “a mão-de-obra mais jovem abrace a inovação organizacional”.    

A fim de continuar a explorar as necessidades dos utilizadores (empresas) e fornecer-lhes uma ferramenta de produtividade avançada que permita um escritório inteligente com todos os cenários, a multinacional chinesa lançou a sua estratégia "1+3+X": "1", que indica a “digitalização do escritório baseada na Plataforma Unificada HUAWEI na Nuvem Huawei” ou na implantação On-Premise."3" que refere-se a três tipos de parâmetros de colaboração inteligente.

“O primeiro tipo é a videoconferência. O segundo é esta série de IDEAHUB, recentemente lançada para colaboração em equipa. E o terceiro parâmetro é a série de Computadores Inteligentes, que estará disponível nos próximos meses. O ‘X’ representa a cooperação aberta e a construção de ecossistemas, tanto para software como para hardware”, pode-se ler no documento enviado pela empresa de tecnologia digital.

Segundo a Huawei, mais de 60% das empresas africanas confiam nas suas ideias e competências internas para desenvolver produtos inovadores, o que representa uma elevada dependência das capacidades internas.

A Huawei é um fornecedor mundial de infra-estruturas de tecnologias de informação e comunicação (TIC) e dispositivos inteligentes. Com soluções integradas em quatro domínios-chave – redes de telecomunicações, IT, dispositivos inteligentes e serviços na nuvem – está empenhada em levar o digital a cada pessoa, casa e organização para um mundo totalmente conectado e inteligente. Tem mais de 194.000 empregados e opera em mais de 170 países e regiões.

Fundada em 1987, a Huawei é uma empresa privada totalmente detida pelos seus empregados.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado