3
1

Kuando Kubango. África profunda

A paisagem natural e a vida selvagem serão os argumentos turísticos do Kuando Kubango, com as reservas do Luiana, e Mavinga, o Parque Natural Regional do Cuelei e as coutadas públicas do Mukusso.

1
2
Redacção
Fotografia
:
Vasco Célio
Redacção

Apesar do seu potencial, nem sempre é fácil o acesso a estes locais onde vivem, por exemplo, elefantes, hipopótamos, leões,búfalos-africanos, palancas reais e pretas, os ameaçados pangolins e inúmeras espécies de aves e répteis. Para visitar estes verdadeiros santuários da vida animal, além de percorrer enormes distâncias por estradas e picadas nem sempre em bom estado, é necessário contactar as autoridades provinciais para obter as autorizações necessárias, e contar com o apoio de um guia que conheça bem a região.

Ilhas e quedas de água

Para lá destes espaços praticamente virgens, a província tem outros encantos mais acessíveis. Quem chega pelo Lubango, e depois de fazer a dura picada que liga a vila de Cutato à de Cuchi, durante a qual encontramos inúmeras aldeias típicas da região e contactamos com as populações que se reúnem junto dos muitos lagos que inundam a própria picada e que servem para todo o tipo de actividades, encontra uma antiga aldeia colonial com alguns dos seus edifícios reabilitados. A proximidade com o rio Cuchi, que dá o mesmo nome a este município, faz com que exista uma série de locais a descobrir, sempre em contacto profundo com a natureza. Faça-se à aventura e pergunte aos habitantes locais pela Ilha Somawanbange, pelas quedas de Kanquima ou de Maculungungo, pelas Montanhas do Malova, do Tchawandjamba ou do Mbototo, ou pela Ilha do Tchiputo. Ainda neste município, e perto do Cutato, procure pelas quedas do Tchitchalal; na localidade de Bototo, pelas suas pinturas rupestres. Na comuna do Tchinguanja descubra a pequena ilha com o mesmo nome.

Leia mais na edição de Junho de 2019

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7