3
1

PAC desembolsa mais de 4 mil milhões de kwanzas para 106 projectos

Um total de 106 projectos receberam desembolso financeiros acima de 4,4 mil milhões de kwanzas no âmbito do Programa de Apoio ao Crédito (PAC).

1
2
Fotografia
:
DR

De acordo com dados do Ministério da Economia e Planeamento (MEP), desde Abril deste ano até à data presente, foram aprovados um total de 553 projectos. Ou seja, mais 107 que o registado na última semana, conforme informou ontem, terça-feira, 06 de Julho, a secretária de Estado Dalva Ringote.

Constatações feita aos número apresentado pela governante indicam que cinco províncias, lideradas pela capital do país (Luanda), têm acima de 30 projectos aprovados, sendo Luanda com 161, Benguela com 48, Uíge com 46, Bié com 37 e Huíla com 37.

Por sua vez, as províncias do Cunene, com 29, Bengo com 28, Huambo com 26, Cuanza Norte com 21, Cuanza Sul com 18, Lunda Norte com 17, Zaire com 17, Namibe com 16, Malanje com 15, Cuando Cubango com 14, Lunda Sul com 9, Moxico com 8 e Cabinda com 6, integram a lista.

Aos jornalistas, a governante disse que a província de Luanda lidera a lista com 50 projectos financiados, num montante total de 2,09 mil milhões de kwanzas. Já a província do Bengo, segue com 12 projectos financiados em mais de 445 milhões de kwanzas e a província da Huíla com nove projectos provados num valor acima dos 304 milhões de kwanzas.

Dalva Ringote disse que com 34 projectos, a agricultura lidera a lista, seguida da pescas com 12, indústria transformadora com 10, pecuária com 10, resíduos sólidos e Turismo, com apenas três proejctos.

No quadro das acções formativas, iniciadas a 30 de Maio pelo Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) continuam, apontando o caso do Projecto Envolver, que conta com uma participação de 250 formandos, inscritos por 11 bancos (públicos e privados).

Informou que o Executivo prevê resgatar, através do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI), 65% do desperdício de receita da economia informal, estimada em 40 mil milhões de dólares.

Em Abril deste ano, o Executivo anunciou a reestruturação do PAC para financiar a produção nacional e, numa primeira fase, estão disponíveis 41 mil milhões kwanzas. O PAC insere-se no Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI).

7