3
1

Príncipe Harry chega à Angola amanhã

O Príncipe Harry inicia uma visita de três dias à Angola, com deslocação marcada para as províncias do Cuando Cubango e Huambo.

1
2
Redacção
Fotografia
:
DR
Redacção

A visita foi confirmada por meio de um comunicado da Casa Civil do Presidente da República que faz referência que o Duque de Sussex, Henry Charles Albert David (Príncipe Harry), do Reino Unido e da Irlanda do Norte, começa a sua visita ao país amanhã, quinta-feira, 26 de Setembro, com uma deslocação ao município do Dirico, província do Cuando Cubango.

No município do Dirico, o Príncipe Harry vai inteirar-se sobre o processo de desminagem, que decorrem  bem como aferir sobre os benefícios que tais projecto apresentam à população local, particularmente na conservação da biodiversidade.

Já no dia seguinte, sexta-feira, 27 (segundo dia da Sua visita), o Duque de Sussex, chega à província do Huambo, onde vai visitar o Centro de Medicina Física e Reabilitação, instituição do Sistema Nacional de Saúde que vai passar a chamar-se “Centro de Medicina Física e Reabilitação Princesa Diana”, em homenagem “àquela importante entidade da realeza britânica, pelo empenho na proibição das minas terrestres”. 

Contudo, no último dia da Sua visita (no sábado, 28), a Sua Alteza será recebido ao mais alto nível pelo Chefe de Estado angolano, João Lourenço e, posteriormente, manterá um encontro com Primeira-Dama, Ana Dias Lourenço, que o manterá informado sobre a campanha "Nascer Livre para Brilhar", que tem como objectivo reduzira transmissão do HIV/Sida de mãe para filho.

Segundo citação feita pelo Jornal de Angola, fazendo referência ao comunicado da Casa Civil do Presidente da República, a campanha atingiu o ponto mais alto com a visita efectuada a Angola, em 1997, pela Princesa Diana, também conhecida como a "Princesa do Povo".

O comunicado da Casa Civil destaca que “a visita do Príncipe Harry vai, certamente, impulsionar o apoio internacional às acções de desminagem no território nacional, o que irá permitir o início da implementação dos programas de conservação e protecção das áreas de valor natural, tornando-as seguras quer para a população, quer para o turismo, estimulando, deste modo, novos fluxos de financiamento para a preservação da natureza”.

7