3
1

TAAG compra seis aeronaves A220 da Airbus e espera poupar 25% em custos com combustíveis

Cláudio Gomes
7/12/2022
1
2
Foto:
Cedida pela fonte

A compra representa uma redução de 25% custos no combustível, 25% na emissão de CO2 e 50% na poluição sonora, garantindo eficiência operacional, sustentabilidade e versatilidade.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, 6, no Aeroporto Internacional de Luanda, pela presidente do Conselho de Administração das Linhas Aéreas de Angola, Ana Major. De acordo com a TAAG, os primeiros dois aviões chegam ao país em Agosto de 2023 e os quatros últimos em 2024, todos em regime de dry lease.

Cada aeronave tem 142 lugares e alcance para cobertura de rotas intra-África e África-América latina, agregando uma melhor rentabilização dos recursos e maior geração de valor, de acordo com Ana Major, que discursava no encerramento da cerimónia de apresentação da aeronave modelo.

Segundo a gestora, a configuração do A220 da Airbus vai de encontro com as três dimensões de “boa gestão” que a TAAG considera relevante. Trata-se da eficiência operacional, relacionada com a redução de custos de combustível da sustentabilidade e da versatilidade.

“A incorporação destas aeronaves enquadra-se numa estratégia modernização, crescimento e diversificação multimarca que estamos a implementar na nossa frota, de forma a garantir a versatilidade necessária para cobrir os destinos domésticos, regionais e intercontinentais com maior competitividade e eficiência operacional”, frisou.

Por outras palavras, prosseguiu Ana Major, com diversidade da frota alcançada com a introdução do Airbus 220 estaremos mais bem servidos para potenciar o crescimento do nosso sistema de rotas centrado no hub Luanda no novo Aeroporto Internacional Agostinho Neto dando assim resposta a necessidades do todo mercado continental.

Dirigindo-se aos accionistas, a gestora disse que independentemente dos investimentos feitos, os acordos obtidos foram em condições favoráveis para a TAAG. Garantiu, neste sentido, que o objectivo é engajar os clientes, parceiros, colaboradores e outras entidades na jornada de transformação da empresa.

Segundo a responsável, a aquisição das aeronaves representa novas oportunidades que se abrem em termos de carreira, crescimento profissional e de formação para os colaboradores da TAAG. “Estas aeronaves chegam em regime de dry lease (sem tripulação incluída) possibilitando que os nossos colaboradores após receberem o know-how e a capacitação prevista para o efeito, irão voar em Airbus e realizar a manutenção do equipamento em Angola”, explicou a presidente do Conselho de Administração da TAAG.

Garantiu, no entanto, que com o incremento de disponibilidade de aeronaves a empresa pública de aviação civil irá prosseguir com mais acordos de parceria e codeshare para proporcionar um maior portfolio de destinos, para os clientes.

A TAAG é uma companhia líder do mercado de aviação em Angola, reconhecida globalmente e com um crescimento sustentado, disponibilizando actualmente 14 destinos domésticos e 12 destinos internacionais. TAAG tem vindo a conectar os angolanos através de ligações domésticas e internacionais. Além do transporte de passageiros, a sua frota realiza igualmente transporte de carga um serviço cada vez mais essencial para o desenvolvimento do ecossistema local.