Edição #
169
October
de
2018

Alimentos a preço de ouro. Baixa produção condiciona segurança alimentar

Os preços internacionais dos bens alimentares registaram, no segundo trimestre de 2018, uma subida de 1,98% face ao trimestre homólogo de 2017, com uma forte influência do aumento das classes dos cereais e lacticínios, nas quais Angola ainda não é auto-suficiente. Daí que essas recuperações de preços se reflictam no país, que também tem por resolver o problema da baixa produção de vários outros bens.

1