3
1

As crises são oportunidades para as empresas se desafiarem

Manuela Conceição é natural de Luanda. Iniciou a carreira na área comercial em 2011, mas começou a trabalhar como secretária de redacção no Semanário Angolense.

1
2
Fotografia
:
Carlos Aguiar

Mais tarde, na mesma empresa, passou a exercer as funções de gestora comercial. Ganhou paixão pela profissão e decidiu abandonar o curso de Direito para estudar Gestão e Marketing. Assume-se como uma mulher que vai atrás dos seus sonhos e que hoje não sabe fazer outra coisa senão gerir clientes.

Qual é o segredo para se ser um bom comercial?

É preciso primeiro ser apaixonado pelo que se faz, pois o resto é para ir aperfeiçoando. Antes de entrar para empresas estruturadas, eu já organizava pequenos eventos com o apoio de grandes empresas. Houve pessoas que apostaram em mim, depois tive formação na área e com o tempo fui ganhando experiência. Em suma, o segredo é gostarmos do que fazemos, procurarmos aperfeiçoar-nos e depois a experiência ganha-se fazendo, como em todas as profissões.

Quais são os obstáculos que enfrenta nesta profissão?

Não digo obstáculos, mas sim desafios. Sou comercial desde 2011, com passagem em várias empresas e a Eventos Arena, onde trabalho agora, é uma empresa exigente. Somos “obrigados” a trabalhar arduamente para que as nossas actividades se concretizem sem embaraços. Como tal, com o trabalho em equipa tenho vencido os obstáculos. O trabalho tem de ser visto sempre na perspectiva de equipa e não individual.

Quais os eventos mais a marcaram ao longo deste percurso?

Na Eventos Arena já estive à frente de muitos projectos, antes de me desafiarem a ser gestora da Projekta 2019. Participei na Expo Malanje, onde fiz parte da equipa de avanço e na Feira Internacional de Benguela (FIB), mas o meu grande teste foi ser gestora da Projekta 2019.

Qual é a sua opinião sobre a situação económica que o país atravessa?


Penso que as crises são oportunidades para as empresas se desafiarem. Estamos numa fase de contenção, mas é preciso que as empresas trabalhem, porque se não fizerem nada também nada vai melhorar. Para os jovens com espírito empreendedor, as dificuldades da crise podem ser aproveitadas como oportunidades para a descoberta de novos negócios.

Leia mais na edição de Março de 2020

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

7