3
1

Indíce de penetração no mercado abaixo do Produto Interno Bruto

Assim como acontece no sector segurador, também o sector dos fundos de pensões apresenta um índice de penetração relativamente baixo, com o total das contribuições a representarem apenas 0,13% do PIB.

1
2
Fotografia
:
DR

Durante o período de cinco anos em análise, o resultado consolidado apresentou uma evolução decrescente, entre 2014 e 2017, alcançando, neste último ano, o valor mais baixo (cerca de 25,3 mil milhões de kwanzas), contrastando com um crescimento bastante significativo em 2018, avaliado em mais de 59,1 mil mihões de kwanzas, o maior saldo registado em cinco anos.

No período compreendido entre 2014 e 2017, a evolução que existiu foi muito condicionada pela redução do volume de contribuições que até 2017 atingiu pouco mais de 13,3 mil milhões de kwanzas, enquanto para o mesmo ano as pensões pagas ascenderam aos 15,3 mil milhões de kwanzas.

Em sentido contrário, em 2018, o saldo foi fortemente impactado pela rentabilidade financeira,  que atingiu nesse mesmo ano máximos de até 66,9 mil milhões contra apenas 9 mil milhões de kwanzas, registados em 2017. De acordo com a ARSEG, estes resultados foram fortemente influenciados pelo efeito cambial de títulos indexados à moeda estrangeira.

Até 2018, estavam a ser operacionalizados no mercado 32 fundos de pensões. Destes, 15 (três abertos e 12 fechados) eram geridos por empresas de seguros e 17 (cinco abertos e 12 fechados) estavam sob o controlo de sociedades gestoras.

Em termos de sector de actividade, o maior peso era absorvido pelos sectores estatal e financeiro, representando ambos, em 2018, cerca de 80% do total dos activos de fundos de pensões sob gestão das entidades gestoras.

A edição de SETEMBRO da ECONOMIA & MERCADO já está disponível, em https://www.appeconomiaemercado.com/backoffice/cliente/login.php e na App Google Play.
E já sabe que tem a opção de assinar a revista por 3, 6 ou 12 meses, a preços muito competitivos e que nos possibilitam a fazer mais e a fazer melhor.

Economia & Mercado – Quem lê, sabe mais!

English version

Market penetration below GDP

Meanwhile, it is reported that, as in the insurance sector, the pension fund sector also shows a relatively low penetration rate, with total contributions representing only 0.13% of the GDP, “highlighting the reduced savings culture and capacity of the Angolan population”.

During the five-year period under analysis, the consolidated result showed a decrease between 2014 and 2017, reaching the lowest figure (around 25.3 billion kwanzas) in the last year, contrasting with a very significant growth in 2018, estimated at over 59.1 billion kwanzas, the highest balance recorded in
five years.

In the period between 2014 and 2017, the development of this market was very conditioned by the reduction in the volume of contributions that up to 2017 reached just over 13.3 billion kwanzas, while for the same year the pensions paid amounted to 15.3 billion kwanzas.

On the contrary, in 2018, the balance was strongly impacted by financial profitability, which in that same year reached maximums of up to 66.9 billion kwanzas against only 9 billion kwanzas registered in 2017. According to ARSEG, these results were strongly influenced by the exchange rate effect of securities indexed to foreign currency.

By 2018, 32 pension funds were being operated on the market. Of these, 15 (2 open and 12 closed) were managed by insurance companies and 17 (5 open and 12 closed) were under the control of management companies.

In terms of sector of activity, the largest share was absorbed by the State and financial sectors, both representing, in 2018, about 80% of total pension fund assets under management.

The SEPTEMBER issue of Economia & Mercado Magazine is already available at https://www.appeconomiaemercado.com/backoffice/cliente/login.phpand in the Google Play App. We offer magazine subscription packages for periods of 3, 6 or 12 months at very competitive prices, encouraging us, as always, to do more and do it better.

7
Assine a Revista Digital - Economia & MercadoAssine a Revista Digital - Economia & Mercado